Fale conosco 126

Estabeleça a harmonia no lar
Dirige-se ao Fale conosco uma mulher à beira do desespero:
287. Sinto o coração acelerado, tenho medo, estou ansiosa. Estou com muitos problemas na família, desequilíbrio total. Preciso  de ajuda.
Resposta: Prezada, medo, ansiedade exagerada são males psíquicos que causam grandes transtornos ao espírito e ao corpo físico, e é preciso ter muita força de vontade, paciência, persistência e pensamentos firmes e positivos, para você manter o seu equilíbrio psíquico e sentir a grande satisfação de ter dias tranquilos, alegres e felizes.
Siga corretamente a disciplina recomendada pelo Racionalismo Cristão, e revista-se de força interior, coragem e muita vontade de vencer a si própria, colocando um sorriso nos lábios e vivendo com entusiasmo e confiança em si, na certeza de que o dia de hoje foi muito bom, mas que amanhã será ainda melhor, porque você irá fazer por onde isto aconteça, lutando bravamente contra seus maus pensamentos, para substituí-los por outros de valor e otimismo, por saber da sua grande responsabilidade perante seus familiares, pela obrigação que tem de dar-lhes exemplos de vida, para que eles possam, através dos seus exemplos, ter condições de cumprir os seus deveres com equilíbrio e valor.
Desentendimentos em família devem ser resolvidos com uma conversa serena e vontade de compreender qual o problema que está precisando ser encarado. Essa conversa deve ser desenvolvida com o firme propósito de compreender o outro, conhecer o motivo dos desentendimentos, analisar o que pode mudar em si mesma para que a harmonia se estabeleça. Saber, também, aceitar o outro tal como ele é, sem brigas, sem confrontos.
Devemos ter igualmente a atenção voltada para as necessidades que o outro apresenta, sem críticas, sem exigências, mas com amor, com compreensão e desejo de harmonizar a família.
De preferência, prepare-se para que o diálogo seja bem-sucedido: faça a limpeza psíquica antes de iniciar a conversa. Se o ambiente não for propício e você perceber que não está obtendo os resultados que deseja, suspenda a conversa para outra ocasião mais propícia, mas deixe claro que o que você deseja é estabelecer em casa um clima amistoso, em que todos se respeitem e tenham oportunidade de crescer espiritualmente com uma convivência pacífica em que todos se ajudem nesse objetivo: viver melhor.
Força, coragem, pensamentos firmes e otimistas! Entusiasmo e muita vontade de vencer! Esses são os ingredientes que irão modificar a sua vida para melhor e levá-la à vitória nessa atual jornada na Terra. Esperamos que você consiga vencer esse desafio do autocontrole e encontre a paz para o seu espírito, para viver em harmonia com todos os seus familiares.
Melhor pensar antes de agir
288. Estou pensando na vida, e não sei quando este sofrimento há de acabar Sempre escrevo para a Casa-Chefe porque recebo conselhos que me ajudam a viver. Sei que a vida não é fácil, estou tentando aguentar, mas se continuar assim vou buscar outras alternativas. Parece que estou afundando por causa dos problemas com a família.
Sou mãe de seis filhos, já passei por muito sofrimento e ainda estou lutando, mas por vezes quero sair correndo de tanto ver e ouvir ofensas da partes destes. A filha que vive Exterior nunca mais deu notícia; à noite não durmo, meu filho de 16 anos não me respeita, estou completamente desolada. O pai dos três mais novos faleceu faz seis anos. Eu os criei com muito sacrifício, mas não vejo saída, justamente agora que estou prestes a terminar minha licenciatura em ciência de educação.
Na universidade está correndo tudo bem. Vou conseguir e depois pego os dois gêmeos, os menores, e vou embora sem deixar rastro para esse rapaz de 16 anos que me parece que nunca vai mudar. Depois do curso vou sumir da vida deles, porque não me merecem. Vou embora para sempre. Sou uma prisioneira, sou o banco da família.
Resposta: Prezada, soluções precipitadas, desprovidas de raciocínio e de bom senso, sempre trazem consequências desagradáveis e agravam os problemas, porque são tomadas sob a maléfica influência do astral inferior.
É preciso calma, paciência, compreensão, tolerância e resignação, é preciso analisar os problemas e resolvê-los quando e como for possível, sem afobações, sem lamentações e sem precipitações.
Ao invés de você estar às turras com o seu filho de 16 anos, não seria melhor você pesquisar por que ele age assim? Não seria razoável você fazer autoanálise e verificar onde está falhando?
Quando o desentendimento ronda um lar, é porque os seus integrantes não estão conseguindo mantê-lo íntegro e livre das correntes do mal, é porque não estão cumprindo a disciplina preconizada pelo Racionalismo Cristão, é porque está faltando diálogo educado e respeitoso.
Se alguém no lar está alterado, descontrolado e dizendo coisas descabidas, cabe ao outro permanecer em silêncio e esperar a melhor ocasião de expressar as suas opiniões. O problema é que normalmente cada um quer ter razão, sem ouvir as razões do outro, e assim ninguém se entende.
Pare para pensar, com inteligência e sabedoria. Investigue por que o seu filho é tão rebelde, por que ele a desrespeita. Invista no seu filho, reconquiste-o, ao invés de desprezá-lo. Não foi por acaso que ele, em seu mundo próprio, a escolheu como mãe.
Lute com coragem, força de vontade e determinação, em busca dos seus ideais, com a certeza de que você tem o poder de alcançar todos os seus objetivos, desde que tenha calma, paciência e saiba esperar o momento certo para agir.
Entenda a mediunidade
289. Tenho ouvido vozes de pessoas e visto espíritos em casa e na rua. Não tenho paz, não consigo dormir bem, tenho muito medo. O que posso fazer?
Resposta: Prezado, as visões e audições que diz perceber e o atormentam estão ligadas à sua capacidade mediúnica, que precisa ser entendida para que você possa lidar com ela de modo a não se abalar psiquicamente. O que acontece com você é comum a muitas outras pessoas que estudaram, estabeleceram uma disciplina em seus pensamentos e ações e assim conseguiram dominar-se, e passaram a viver uma vida normal, mas para isso é necessário paciência, perseverança, persistência, força de vontade, que você irá implementando pouco a pouco em seu viver.
A mediunidade, mesmo a de intuição, que é comum a todos os seres humanos, requer um grande cuidado com a  maneira de pensar e agir, principalmente aos que a possuem ultrapassando os limites dos sentidos naturais dos encarnados, como acontece com você na questão da audição e da visão.
A primeira atitude a ser tomada é a de enfrentamento, por isso, nunca se deixe levar pelo medo. Enfrente suas visões e audições com coragem. Nenhum espírito desencarnado poderá perturbá-lo se você não quiser, se mantiver pensamentos firmes de afastá-los e de beneficiá-los com as suas irradiações amigas.
Sabemos que está praticando a limpeza psíquica, esperamos que nos primeiros sete minutos das reuniões públicas, que acreditamos esteja frequentando, e no lar diariamente. Essa prática afasta da atmosfera fluídica da Terra espíritos ainda presos às materialidades terrenas, em sua totalidade denominados de astral inferior, e que interferem na vida dos encarnados, os quais os atraem com seus pensamentos negativos, pois se aprazem em atormentar as pessoas que alimentam pensamentos e sentimentos de irritação, de ódio, inveja, ciúme, medo e muitos outros de natureza negativa. Esses espíritos são encaminhados aos seus mundos de estágio para prosseguirem em sua trajetória evolutiva.
Praticar a limpeza psíquica ajuda a arrebatar esses espíritos para fora da atmosfera fluídica da Terra, beneficiando-os  para que retornem aos seus mundos de estágio e, assim, prossigam  em sua evolução espiritual. Quanto a você, será também beneficiado com o afastamento desses espíritos que, por enquanto,  o estão perturbando.
Tenha convicção disto, e, antes de realizar a limpeza psíquica, concentre-se com o pensamento forte de que conseguirá seus objetivos, mas durante essa disciplina firme-se apenas no significado das palavras que compõem as irradiações, com atenção redobrada para que possam surtir efeito.
Sugerimos também a leitura do livro Racionalismo Cristão, principalmente os capítulos: Pensamento e Mediunidade e médiuns – Fenômenos físicos e psíquicos, que a Doutrina coloca à disposição antes do início das reuniões nas casas racionalistas  cristãs.
Outra leitura importante é o capítulo Mediunidade e médiuns, contido no livro Prática do Racionalismo Cristão, 13ª edição. Na página 64 desse livro você encontrará 26 itens disciplinares para quem possui qualquer tipo de mediunidade. Esse livro também é colocado à disposição para leitura nas casas racionalistas cristãs.
A participação assídua na limpeza psíquica em uma casa racionalista cristã ajuda a aumentar o seu conhecimento e a fortalecer-se espiritualmente com o afastamento desses espíritos ao receber eflúvios benéficos do Astral Superior. Entendendo o que seja esta faculdade e, exercendo o controle sobre ela, através da disciplina, tanto nos pensamentos quando nas ações, não precisa “desenvolvê-la”, como é comumente afirmado, mantendo-a apenas sob controle.
Almejamos que com os ensinamentos do Racionalismo Cristão, obtidos pela leitura de suas obras para maior esclarecimento sobre a vida espiritual e sobre a sua mediunidade, colocando a disciplina recomendada em ação, efetuando o comparecimento assíduo à casa racionalista cristã e a prática diária da limpeza psíquica, consiga fortalecer-se espiritualmente e manter o equilíbrio e o controle de sua mediunidade.
Más condições de vida são desafios que o espírito se impõe
290. Lendo obras do RC ou através do Fale Conosco esclareço dúvidas de progresso espiritual, mas fico confuso em certas questões. Por exemplo:  não há carma, vingança ou olho por olho em reencarnações futuras. Uma reportagem sobre o Afeganistão diz que mulheres são tratadas como animais, obrigadas a casar ainda crianças com homens, muitas vezes, acima dos 50 anos. Muitas foram mutiladas: cortaram-lhe orelhas, nariz ou membros. Minha dúvida é: por que esses espíritos reencarnam nessas condições? Eles foram cruéis nas encarnações passadas? Estou citando o Oriente Médio, mas na África também ocorrem mutilações. Desculpe minha ignorância no assunto, mas não vejo o propósito de evoluir nessa condição, a não ser por débitos.
Resposta: Prezado, são condições e experiências a que o espírito voluntariamente se submete após ter feito suas reflexões em seu mundo de estágio, onde aceita viver situações antagônicas à que anteriormente viveu, não se constituindo em castigos, mas sim desafios em que muitas dessas pessoas superam e lutam para modificar, constituindo-se assim em exemplos a serem seguidos.
Lembre-se que estamos em um planeta-escola onde existem inumeráveis exemplos de superação e o livro “Racionalismo cristão” em sua 45ª edição assim se expressa, nos fazendo refletir sobre tais acontecimentos:
“O caráter virtuoso é um dos mais ricos e preciosos bens do espírito. A sua conquista, porém, não é fácil. Ao contrário, requer prolongados períodos de meditação em numerosas existências, ao longo das quais as observações e conclusões vão amadurecendo sob a árdua prova da experiência.”
“Só depois de incontáveis desenganos e de sofrer muitas injustiças e ingratidões é que a pessoa mede, no íntimo da sua natureza espiritual, a extensão das imperfeições humanas contra as quais passa a se insurgir.
Assim, de repugnância em repugnância às mazelas morais, ela vai libertando-se das ações inferiores para colocar-se, por convicção haurida do esclarecimento, nas linhas rígidas de uma conduta modelar.”