Eventos maio 2018

racionalismo-cristao-eventos-c

Ribeirinha, 13 anos de sede própria
Trinta e quatro anos de funcionamento, os últimos 13 em sede própria, foram comemorados pela Filial Ribeirinha (Ilha de São Vicente, Cabo Verde), em 19 de março, com a presença do representante regional do Racionalismo Cristão, Antero Filipe dos Santos, e de uma delegação de militantes da casa racionalista cristã de Alto de Santo Antonio.

“Estamos comemorando o 34° aniversário da fundação desta Casa e o 13° da inauguração da sua sede própria, tendo como pano de fundo um auditório repleto de militantes locais e de outras paragens, simpatizantes e amigos do Racionalismo Cristão, para homenagear todos aqueles que lutaram para a firmeza da nossa querida Doutrina no mundo inteiro”, afirmou o representante regional.

Antero Filipe dos Santos destacou que o Racionalismo Cristão está passando por uma fase de expansão. Hoje, mais do que nunca, as casas racionalistas cristãs de todo o mundo estão mais próximas umas das outras e unidas. Esta expansão, vista por todos, é um processo que vem sendo conduzido com muita segurança, lisura e serenidade. “E com a orientação e dinamismo do atual presidente Gilberto Silva tudo está sendo feito com cautela a bem de todos os racionalistas cristãos e do mundo”, afirmou.

História O presidente da Filial aniversariante, Arlindo Flávio da Silva, rememorou a história da Casa e de seus fundadores. “Não podemos deixar de informar aos novos militantes e assistentes as origens e o desenvolvimento dos trabalhos nesta Casa. Todo este mérito deve-se principalmente ao empenho de Bento Antonio Lima e esposa, Inocência Delgado Lima, sem esquecer o também Espírito Superior Jorge Delgado Lima e todos que se uniram em torno dessa família. O primeiro, na qualidade de presidente do Correspondente, naquela época, a partir de uma instalação precária na Ribeira Bote, dinamizou o pequeno grupo de militantes e assistência, com a realização de valorosíssimos trabalhos”.

“Naqueles tempos em que os médiuns não tinham o respaldo atual, a união dos militantes com a assistência, como dizia o Sr. Bento, e o entusiasmo para com a Doutrina ultrapassavam todas as dificuldades, fazendo maravilhosas curas de assistentes que chegavam carentes de fortalecimento e esclarecimento espiritual, sendo, muitas vezes, necessário utilizar meios que atualmente a disciplina não permite. Muitas crianças eram curadas no colo de senhoras auxiliares e, como exemplo, temos hoje o Espírito Superior de Luzia Fortes, que se distinguiu nestes fenômenos de curas, através de espíritos bem intencionados”, prosseguiu.
Lembrou o presidente que os trabalhos árduos na Filial passaram a ter a presença constante de Luís Teodoro, que era pedreiro, “para que pudéssemos inaugurar a antiga sede, em 18 de março de 1984. Esse dedicado e simples companheiro foi bibliotecário, o saudoso bibliotecário.

O público se multiplicava, mas o número de militantes continuava reduzido para o de assistentes, que aumentava dia após dia, sendo necessário traçar estratégias de curto prazo para atender a demanda. Uma das estratégias adotadas pelo Sr. Bento foi a das comunicações doutrinárias transmitidas pelos médiuns da Casa, com as doutrinações resumidas dos doutrinadores, que naquela época eram permitidas no fim das sessões, providenciando meios para facultar ao público a leitura delas, logo na semana seguinte, de modo a facilitar a assimilação pelo processo audiovisual. Outra providência foi adquirir bastante livros da Casa-Chefe, que eram vendidos ao preço de custo, ficando, portanto, mais acessíveis aos militantes e assistentes com menor poder de compra.
Expansão Afirmou, ainda, Arlindo Flávio da Silva  que “o desenvolvimento da Doutrina aqui nesta ilha e na ilha da Boa Vista principalmente foi visível, nas décadas de 80 e 90, com o surgimento de várias Casas com sede própria. Em São Vicente temos a felicidade de constatar novas iniciativas, tendo tomado conhecimento da cobertura da sede definitiva da Filial Bela Vista, que coincidiu com a data do aniversário desta congênere. Todo esse movimento é o Racionalismo Cristão se expandindo, envolvendo pessoas de boa vontade, desejosas de ver a humanidade esclarecida, não poupando esforços e mantendo-se como fiéis servidores das Forças Superiores.

Este conjunto espiritualmente harmônico tem regenerado um número sem conta de espíritos encarnados e desencarnados, que estavam perdidos, sem norte, mas que após o esclarecimento espiritual e o contato com o Astral Superior, através destes templos de Jesus Cristo, passaram ao cumprimento do dever.”

Destacou o presidente que “nada é imposto nesta organização, pois nela não há chefes nem interesses subalternos, apenas cada militante exerce as suas atividades, no limite dos seus recursos e disponibilidades, conforme os encargos assumidos – nisto é a Doutrina fazendo a diferença.

“Felicitamos os companheiros militantes e a nossa cara assistência, por mais esta etapa vencida, com muitas lutas em que ficou demonstrada a necessidade de os servidores se unirem em torno dos objetivos superiores da Casa e da Doutrina, sempre. Aos prezados representantes das nossas casas racionalistas cristãs, toda a nossa estima e consideração, e desejamos sejam portadores de um fraternal abraço solidário às respectivas comunidades.

À assistência, principalmente aos mais jovens, renovamos votos de muito estudo e de bons resultados durante o ano letivo, em que vão construindo base sólida para o futuro.

Aos que sofrem, sabemos que esta Doutrina não compreende milagres, mas acredita nos poderes das Forças da plêiade do Astral Superior, conseguidos através do estudo e aplicação.

Ao nosso presidente Internacional do Racionalismo Cristão, Gilberto Silva, um caloroso abraço”, concluiu o presidente.

Festa na Filial Quintana
O 76º aniversário da nova sede e da ascensão da casa racionalista cristã de Quintana (São Paulo) a Filial foram comemorados no domingo 18 de março de 2018, com festa cívico-espiritualista iniciada com a leitura da mensagem de congratulações do presidente da Doutrina, Gilberto Silva.

A presidente da Filial aniversariante, Sra. Maria do Carmo R. S. Vieira, enalteceu a memória dos fundadores da Casa e contou como ingressou no Racionalismo Cristão. Desde 1946, ainda menina (tinha oito anos de idade), frequentava as reuniões ao acompanhar os pais. “Na cabeceira da mesa estava Joaquim Julio Vieira, meu sogro e fundador desta Casa”, lembrou.
Prosseguiu a presidente: “Em 1938, ano em que nasci, Joaquim Julio Vieira se correspondia com o saudoso Antonio Cottas para abrir um núcleo de estudos do Racionalismo Cristão, o qual iniciou em sua residência com o apoio de companheiros. Ali realizavam limpeza psíquica e estudo da literatura racionalista cristã.

Unidos, fundaram o correspondente com autorização da Casa-Chefe. Com muito esforço e sacrifício, compraram três terrenos, e em um deles está construído este prédio, que foi inaugurado em 14 de março de 1942. Joaquim Julio Vieira foi substituído pelo filho Pedro Vieira, que também foi um timoneiro aqui em Quintana durante muitos anos, e depois a presidência da Casa foi assumida pelo meu esposo, David Julio Vieira, irmão mais novo de Pedro Vieira.

Esta Casa, que hoje completa 76 anos, sempre esteve aberta ao público, funcionando ininterruptamente desde sua fundação, proporcionando ao ser humano as diretrizes para uma vida sadia e feliz”, concluiu.

Importância das reuniões. Discursou em o militante da Filial Dracena (SP) do Racionalismo Cristão Diego Garcia Leite, que discorreu sobre a importância das reuniões espiritualistas e destacou: “Quem tem sensibilidade para sentir as forças que envolvem uma casa racionalista cristã tem diante de si a percepção bem clara do que é a espiritualidade.

Todo trabalho espiritual sério tem como tônica central as atividades de esclarecimento da consciência e de assistência espiritual. Mesmo diante da presença de espíritos ainda endurecidos no mal, empedernidos, com a consciência ainda totalmente empanada pelo materialismo reinante, é preciso que cada um de nós que integramos essas correntes vibremos
pensamentos de valor, energia de amor, energias curativas que possibilitem o restabelecimento psíquico dessas almas que vêm a uma casa racionalista cristã através de uma corrente fluídica bem constituída para serem lapidadas, para serem fluidicamente neutralizadas pela ação do ambiente fluídico do Astral Superior.

Trabalhadores espirituais são curadores espirituais também. Nós, que estamos a serviço do Racionalismo Cristão de acordo com as nossas possibilidades energéticas, criamos um campo de força muito poderoso capaz de proporcionar clarividência e consciência de todos que se encontram nesse recinto, física ou espirtualmente.

Legiões de espíritos atormentados e doloridos são atendidas pelas energias balsâmicas de uma reunião espiritual séria como esta. No bojo desse campo de força criado dentro de uma casa racionalista cristã, os espíritos do Astral Superior, mentores de alta qualidade energética, fazem a limpeza psíquica clareando o raciocínio de todos nós. Por isso é importante o comprometimento de cada um, porque a partir do momento que aplicamos vontade, força espiritual, logo isso é detectado pelos espíritos do Astral Superior, e eles passam a criar uma atmosfera vibrátil, nos incentivando, nos estimulando a esse trabalho de fraternidade espiritual. Isso porque fazer o bem sem olhar a quem é dever de todo espiritualista. Todos nós que estamos à frente do Racionalismo Cristão devemos empenhar-nos cada vez mais pelo desenvolvimento da Doutrina, porque a Doutrina é espiritualista. Aqueles que vêm às suas Casas demonstram o valor espiritual que possuem. Isso é caráter, isso é força espiritual que muito contribui na formação de uma corrente fluídica capaz de arrebatar centenas, senão milhares de almas que estavam até então nas camadas mais baixas do astral inferior e são aqui ajudadas por essa força espiritual emanada de dentro de uma casa racionalista cristã.

Fazer o bem sem olhar a quem é um dos maiores legados que um espiritualista pode ter, porque esse é o lema verdadeiro do Racionalismo Cristão. Fazer o bem sem olhar a quem! Assim todos nós estamos incentivando o desenvolvimento da espiritualidade de cada um de nós.

Uma casa racionalista cristã é um portal de luz, é um portal de esclarecimento, onde todos podem desenvolver o raciocínio e o parapsiquismo e utilizá-los positivamente em benefício da humanidade.

Gostaria de deixar essa mensagem a essa magnífica casa racionalista, porque o que fizemos hoje aqui será retribuído, não porque queremos isso, pois não precisamos de retribuição, mas a verdadeira retribuição a que me refiro é a consciência de cada um, aquilo que cada um desempenhou aqui dentro da sua função, porque houve uma formação estratégica na corrente que foi organizada pelo Astral Superior. Todos nesta Casa serviram de esteira fluídica para que o Astral Superior pudesse fazer essa higiene psíquica, essa normalização espiritual.

Prossigamos nesta jornada rumo ao esclarecimento espiritual, porque trabalhando pelo Racionalismo Cristão estamos igualmente trabalhando pelo desenvolvimento da nossa própria espiritualidade”.

Duas almas emissárias do bem, companheiras de elevada expressão espiritual, que representam a força espiritual para a juventude que vem chegando ao Racionalismo Cristão: Maria do Carmo e Audinice. Maria do Carmo, na foto com Audinice, de 80 anos de idade, frequenta desde menina a Doutrina. Hoje também com 80 anos, continua firme na militância do Racionalismo Cristão, preside a Filial Quintana e serve de exemplo a todos nós. Audinice também iniciou no Racionalismo Cristão em Quintana, ainda menina. Foi esposa de Ulysses Claudio Pereira, que presidiu o RC em Santos e hoje é Presidente Astral da casa racionalista cristã na Bélgica.

Agradecimento a um velho amigo

Na sequência de discursos durante a reunião civico-espiritualista comemorativa dos 76 anos de ascensão da casa racionalista cristã de Quintana (SP) a Filial e inauguração de sua sede, o militante Amado, do Correspondente Assis do Racionalismo Cristão, rememorou a contribuição que David Julio Vieira (foi presidente da Filial Quintana) fez para que a Casa de Assis construísse pouco a pouco um patrimônio para que pudéssemos erguer a sala das crianças juntamente com a biblioteca.

“Na época estávamos em um barracão que era muito mal visto, pessoas pensavam que nele se praticava o baixo espiritismo e tremiam de “medo ao passar por ali”, contou. Acrescentou: “Com essa contribuição fizemos uma construção maior, e lá estamos fazendo nossas reuniões muito em função do pensamento daquele espírito que queria ajudar, porque já havia atingido a consciência espiritual de onde se necessitava regar e cultivar o crescimento. Hoje em Assis temos um grupo de militantes focados, cada um de acordo com seu grau de evolução, a gente vem hoje aqui para agradecer essa ajuda do amigo David Julio Vieira.”

Prosseguiu: “Pensamos da seguinte forma: batalhamos em Assis para transmitir o conhecimento, sabemos que não precisamos ir lá fora trazer as pessoas para dentro da Doutrina, porque quando se cansarem lá de fora e quiserem adquirir essa consciência, elas aqui estarão. Juntamente com isso penso que aqueles que estão lá fora e que julgam que a ciência explicará a vida do espírito, se enganam.

Em 1600, Baruch Espinoza disse que não deveríamos aceitar qualquer religião, mas ser livres para ser o que quisermos. Ele foi contestado. Foi uma voz tentando mostrar que somente a ciência não resolve nossos problemas. Há poucos dias ocorreu o falecimento de Stephen Hawking, grande físico quântico, que disse que nós temos apenas essa encarnação e o nosso compromisso único é observar a beleza do Universo. Essa mensagem foi agora, em 2018, são 400 anos depois de Espinoza. A ciência parou aí, a ciência hoje fala o que foi falado em 1600. Eles ainda não chegaram ao ponto de entender que a ciência não explicará o espiritual.

Para chegar ao espiritual é preciso que a gente traga uma bagagem em nosso corpo fluídico que já vem de muitas encarnações, é preciso também que usemos os atributos espirituais, e principalmente que tenhamos foco, porque uma pessoa sem o foco humanitário e espiritualista não evoluirá. É preciso que ela entenda que é mais uma que pode somar na evolução da humanidade. Mas é preciso que ela tenha foco, é preciso que ela se movimente, é preciso que ela deixe de ser assistente, e entenda que há uma missão de militar numa doutrina como a nossa. E isso peço a todos: concentração e foco na missão que temos, assim como tivemos Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Cristo e muitos outros com suas mensagens que não são aplicadas no dia a dia. É por isso que a humanidade não muda, porque a consciência dessas grandes figuras não levou à evolução espiritual. Vamos evoluir, sim, aos poucos, mas é melhor que seja com qualidade.

Força de vontade Discursou também na solenidade o presidente da Filial José Bonifácio (SP), Benedicto Floriano de Lima, que destacou: “A força de vontade, quando colocada para o bem, com o objetivo de beneficiar, com o objetivo de fazer o bem, produz grandes efeitos. Foi justamente o que aconteceu aqui em 1938 com a união dos companheiros. Os fundadores da Casa tiveram força de vontade, colocaram-na em ação e construíram esse grande feito, que merece aplausos.

Através do conhecimento adquirido pelo estudo da vida espiritual, que é a vida invisível, nós, militantes, podemos beneficiar toda a humanidade, esteja o ser humano onde estiver, seja qual for a religião do indivíduo, porque o Racionalismo Cristão está acima de todas as organizações religiosas. O espírito independe de religião porque é dono da sua própria vida, a vida pertence a ele, e somente a ele pertence. Tanto é que temos conhecimento, através do estudo da obra essencial, que o espírito só será julgado por ele próprio. É o próprio espírito que determina o que fazer da sua evolução no plano astral. Mas para isso tem de voltar para lá após a sua desencarnação e não ficar perambulando pela atmosfera fluídica da Terra”.