Leitura do mês junho 2018

racionalismo-cristao-leitura-mes-d

Encontre no RC as respostas

Humberto Rodrigues

Presidente Astral do Racionalismo Cristão

Muitas pessoas querem saber a razão de viverem tristes, inquietas, se o mundo está tão avançado em termos tecnológicos. Quantas coisas são inventadas para facilitar a vida dos seres humanos! Como a Medicina está avançada! Quantas doenças eram incuráveis no passado e hoje são tratadas com medicamentos de última geração! Mesmo assim, as pessoas não conseguem entender por que vivem tristes, por que há tanta discussão, por que ninguém se entende, quando o mundo está aí para todos usufruírem as coisas boas que ele oferece. As respostas para essas dúvidas e indagações elas encontram na filosofia racionalista cristã.

As pessoas, ao usarem o livre-arbítrio porque todas possuem essa faculdade espiritual , decidem o que querem para si mesmas. Mas se têm liberdade de fazer suas escolhas, por que não optam por escolhas corretas? Porque lhes falta esclarecimento espiritual, desconhecem o poder do pensamento positivo bem irradiado, não se conhecem como parcela de um princípio inteligente e de matéria por ele amoldável, enfim, não conseguem entender como tudo isso funciona.

Indivíduos mais sensíveis que outros e, por essa razão, capazes de captar com maior facilidade vibrações negativas que estão na atmosfera fluídica da Terra, ficam intrigados consigo mesmos, pois estão felizes com a vida familiar e profissional, mas, vira e mexe, ficam tristes ou inquietos, não entendendo o porquê disso nem por que devem passar por tais angústias. A resposta está na maior ou menor sensibilidade mediúnica que todos têm, no poder do pensamento e da vontade, no uso do livre-arbítrio, na falta, enfim, de conhecimento da espiritualidade.

Há certas pessoas que são invejosas, outras são irascíveis, muitas são impacientes, mas todas têm um lado positivo de sentimentos, porque ninguém é só defeitos ou só qualidades. E perguntamos: por que não trabalham suas virtudes, por que não eliminam dos hábitos cotidianos os maus sentimentos? E respondemos: porque são as boas ações que mais pesam na vida de cada uma, todas resultantes de pensamentos elevados. Assim sendo, que tal eliminar da vida expressões do tipo “só me aborreço de vez em quando” ou “não sei por que me irrito tanto assim”?

É preciso estudar a vida espiritual, a verdadeira vida, como esclarece o Racionalismo Cristão, para terem consciência de que o pensamento mal ordenado e a indisciplina contaminam a vida das pessoas, levam ao insucesso os projetos por elas idealizados. Ações desonestas e atitudes incorretas, falta de compreensão, ressentimento, malquerença e inveja são procedimentos contrários ao bem-estar espiritual e físico.

Nas casas racionalistas cristãs incentivamos os assistentes de reuniões públicas para o estudo da espiritualidade, porque, ao estudá-la, estudam a si mesmos: compreendem o que de ruim lhes acontece, mudam os procedimentos, reiniciam suas vidas, respondendo eles próprios às indagações que a si mesmos faziam, tal como “tento tudo e nada dá certo na minha vida”.

As respostas das questões existenciais estão na filosofia racionalista cristã, e para o seu estudo incentivamos as pessoas que nos procuram, ansiosas por resolver seus problemas de natureza psíquica, a colocarem em prática o que aprendem nas escolas de espiritualidade que são as casas racionalistas cristãs.

 

Momento certo da mudança

Antonio Cottas

Consolidador do Racionalismo Cristão

Toda pessoa tem o momento certo de despertar para a espiritualidade. É um belo momento festejado pelas Forças Superiores, porque sabem que ali começa uma nova etapa da evolução desse espírito encarnado. Por isso, fazemos o possível para abreviar essa oportunidade nas casas racionalistas cristãs. Infelizmente, quantas pessoas comparecem às nossas Casas, sentem-se bem durante as reuniões públicas, mas não retornam a elas ou delas se lembram no dia a dia! Quando as dificuldades começam a rondar suas vidas, elas voltam. Procedem dessa forma inúmeras vezes, e, mesmo assim, não despertam para a espiritualidade.

Contudo, há indivíduos que nunca pisaram numa casa racionalista cristã, embora tragam no âmago considerável bagagem evolutiva. Caso entrem em qualquer de nossas Casas, há uma ligação instantânea entre eles e a filosofia racionalista cristã. Todavia, não é comum isso ocorrer.

O comum é as pessoas começarem a despertar lentamente para a espiritualidade, pois coisa alguma dá saltos nos domínios da natureza, tudo neles caminha passo a passo.

Quem já cansou de perder tempo, de viver em vão, e quer saber o porquê de estar neste mundo de escolaridade presta mais atenção no que ouve durante as reuniões públicas, fica mais interessado em conhecer a espiritualidade que a filosofia racionalista cristã defende e divulga nos livros editados pela Casa-Chefe do Racionalismo Cristão, tirando suas próprias conclusões, pois muito tem de caminhar pela estrada da evolução espiritual.

Nas casas racionalistas cristãs indicamos o caminho certo da espiritualidade. Aconselhamos, advertimos, fortalecemos as pessoas que a elas comparecem nas reuniões públicas e nos atendimentos personalizados. Irão deixar de lado, por mérito próprio, vícios e erros contraídos em passadas existências neste planeta-escola. Se foram alunos aplicados nesta existência, serão dedicados professores nas futuras encarnações do espírito, pois sempre existirão indivíduos atormentados por problemas existenciais, necessitando dar o salto de qualidade espiritual proporcionado pelo Racionalismo Cristão.

É o que desejamos aos estudiosos da filosofia racionalista cristã e colocam em prática o que aprendem, dando novo rumo às suas vidas ao caminharem pela estrada da evolução com esperança renovada. Às vezes tropeçam, mas sempre superam as dificuldades, sempre saem vitoriosos de suas lutas.