Sinceros votos de felicidade e prosperidade

As pessoas se despedem de mais um ano para dar lugar a outro, que chega com a esperança de haver muita prosperidade e felicidade. É o que todas querem. Então, que haja sinceridade ao desejarem umas às outras votos de Ano Novo próspero e feliz!

Desejar prosperidade e felicidade para o semelhante apenas como formalidade social não deixa de ser uma atitude hipócrita. É preferível silenciar, pois, sendo uma vibração de pensamento ruim, ela reverterá com maior intensidade ao agente que a emitiu. Sinceridade é virtude espiritual que reflete irradiação de pensamento positiva, a vontade intensa de ver o próximo vivendo de forma próspera e feliz no ano que inicia.

De maneira geral, os anos são todos iguais. Para uns têm coisas mais agradáveis do que para outros. Mas as lutas diárias, o trabalho intenso, as preocupações e os problemas difíceis de resolver continuarão sempre a existir, porque fazem parte da vida das pessoas. Importante é que elas se preparem para enfrentar suas dificuldades com ânimo forte, a fim de que saiam vitoriosas, pois todas as lutas a serem travadas no dia a dia devem ser encaradas com valor e coragem, como sempre recomenda a filosofia racionalista cristã.

Sendo a vida uma luta contínua, preparem-se para mais um novo ano de muito trabalho e grandes preocupações, mas também de realizações e momentos felizes, para haver equilíbrio psíquico. Se todos cumprirem seus deveres com lucidez de raciocínio e vontade forte irão ter êxito em seus empreendimentos.

As pessoas espiritualmente esclarecidas sabem quanto vale o pensamento bem irradiado, pois, ao raciocinarem com acerto, tudo sai a contento. Então, por que não analisar os acontecimentos com inteligência, lucidez e sensibilidade, como é sugerido nas reuniões públicas das casas racionalistas cristãs e nos livros editados pela Casa-Ch